domingo, 25 de abril de 2021

A Epístola aos Santos de Laodiceia

ENTENDENDO EFÉSIOS E COLOSSENSES

 

Efésios e Colossenses são epístolas que se completam e se explicam mutuamente: foram escritas pelo mesmo autor, para crentes da mesma região e com os mesmos temas. A linguagem, por isso, não sendo exatamente igual, é idêntica, com uma mesma estrutura e, por isso, podemos chamar de “epístolas gémeas”.

O propósito desta abordagem é procurar identificar esta epístola como a referida por Paulo aos Colossenses, a epístola de Laodiceia, e procurar aplicar a recomendação do apóstolo Paulo para lermos as duas epístolas e estuda-las em conjunto, pois elas se explicam. Entenderemos melhor Efésios com Colossenses e, entenderemos melhor Colossenses com Efésios.

 

I. EFÉSIOS COMO A CARTA AOS LAODICENSES E O PARALELISMO DAS EPÍSTOLAS: 

«12 Saúda-vos Epafras, que é dos vossos, servo de Cristo, combatendo sempre por vós em orações, para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de Deus. 13 Pois eu lhe dou testemunho de que tem grande zelo por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e pelos que estão em Hierápolis. 14 Saúda-vos Lucas, o médico amado, e Demas. 15 Saudai aos irmãos que estão em Laodicéia, e a Ninfa, e à igreja que está em sua casa. 16 E, quando esta epístola tiver sido lida entre vós, fazei que também o seja na igreja dos laodicenses; e a que veio de Laodicéia, lede-a vós também» – Colossenses 4: 12-16.

 

(1) Prova textual: Colossenses 4: 12-16.

(2) O texto implica que a carta aos crentes de Laodiceia faz parte da Escritura e não está perdida (cf. Isaías 55: 11). Só que a carta não estará no cânon com o seu nome original.

(3) O texto em referência, analisado pelo método hermenêutico/gramático-histórico normativo, implica que a Carta escrita aos crentes de Laodiceia não foi escrita depois da de Colossenses, mas foi escrita na mesma altura, juntamente com a de Filémon, uma carta pessoal, e serve como prova textual.

(4) A inter-relação entre “Laodiceia” e “Colossenses” é feita através de Tiquico, Arquipo, Onésimo, Filémon e Epafras:

«…Como aprendestes de Epafras, nosso amado conservo, que para vós é um fiel ministro de Cristo…» (1: 7).

«1 Porque quero que saibais quão grande combate tenho por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e por quantos não viram o meu rosto em carne; 2 para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em caridade e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus - Cristo» (2: 1-2).

«7 Tiquico, irmão amado, e fiel ministro, e conservo no Senhor, vos fará saber o meu estado; 8 o qual vos enviei para o mesmo fim, para que saiba do vosso estado e console o vosso coração, 9 juntamente com Onésimo, amado e fiel irmão, que é dos vossos; eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa» (4: 7-9).

«12 Saúda-vos Epafras, que é dos vossos, servo de Cristo, combatendo sempre por vós em orações, para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de Deus. 13 Pois eu lhe dou testemunho de que tem grande zelo por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e pelos que estão em Hierápolis» (4:12-13).

 

«1 Paulo, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filémon, nosso cooperador, 2 e à nossa irmã Áfia, e a Arquipo, nosso companheiro, e à igreja que está em tua casa…» (Filémon).

«10 Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões, 11 o qual, noutro tempo, te foi inútil, mas, agora, a ti e a mim, muito útil; eu to tornei a enviar. 12 E tu torna a recebê-lo como ao meu coração. 13 Eu bem o quisera conservar comigo, para que, por ti, me servisse nas prisões do evangelho; 14 mas nada quis fazer sem o teu parecer, para que o teu benefício não fosse como por força, mas voluntário. 15 Porque bem pode ser que ele se tenha separado de ti por algum tempo, para que o retivesses para sempre…» (Filémon).

«23 Saúdam-te Epafras, meu companheiro de prisão por Cristo Jesus…» (Filémon).

 

(5) Notemos que a cidade de Éfeso ficava a cerca 160 quilómetros da cidade de Colossos e que seria improvável um intercâmbio fácil; por sua vez, a cidade de Laodiceia ficava a cerca 25 quilómetros de Colossos o que permitia um intercâmbio diário. Pelo texto bíblico parece perceber que haviam três cidades que tinham um grupo de crentes em comunhão como seria Laodiceia, Colossos e Hierápolis.




 

(6) Tiquico fazia parte do “corpo apostólico de Paulo” cujo ministério se centrava no sul da Ásia Menor:

«21 Ora, para que vós também possais saber dos meus negócios e o que eu faço, Tiquico, irmão amado e fiel ministro do Senhor, vos informará de tudo, 22 o qual vos enviei para o mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele console os vossos corações» – Efésios 6: 22.

«… O qual vos enviei…», Grego: Strong: 3992, pempw – pempo: enviado. Sinónimo de apostellw apostellö, apóstolo no uso do grego do NT. Isso aplicava-se aos santos em Colossos, em Hierápolis e em Laodiceia (os destinatários da carta de “Efésios”.

(a)     Podemos ver em muitos textos bíblicos como o apóstolo partilha e confere a sua autoridade apostólica aos seus cooperadores, distribuindo tarefas e responsabilidades, sendo ele o “mordomo” da “casa de Deus” e os cooperadores como os seus “obreiros” da casa, os demais “criados” delegados e subordinados.

(b)    Esses apóstolos são: Paulo, Timóteo, Sóstenes, Silvano/Silas, Tito, Epafrodito, Tiquico. Estes sete apóstolos estavam em contra-distinção dispensacional para com os doze apóstolos e seus apóstolos secundários (como seria Tiago, irmão do Senhor e Barnabé para os prosélitos);

(c)     Andronicus e Junias (Romanos 16: 7) aparentemente seriam representantes do apostolado de Paulo para as sinagogas romanas (?). A estes poderíamos acrescentar Apolos e Zenas (Tito 3: 13).

(d)    Um grupo muito importante, neste ministério, seriam alguns cooperadores judeus, da circuncisão, crentes messiânicos e com esperança messiânica, mas decidiram cooperar com Paulo como testemunho para os judeus de que o ministério de Paulo era divino. Além das credenciais de Paulo, os sinais do seu apostolado (Romanos 15: 15-20; II Coríntios 12: 12) este testemunho de crentes judeus distintos era um testemunho valioso. Primeiramente Barnabé (Atos 4: 36; 9: 27; 11: 22-25; 12: 25; 13: 1-2; 15: 1-2 com Gálatas 2: 1-9; 15: 22; Barnabé cedeu – Atos 15: 36-39 com Gálatas 2: 13), depois Silas ou Silvano (Atos 15: 22-34) com Judas, enviados pelos Apóstolos de Jerusalém, com credenciais apostólicas e, depois, Silas que acompanhou o início do ministério de Paulo (II Coríntios 1: 19; I Tessalonicenses 1:1; II, 1:1; para mostrar a sua esperança messiânica, ver I Pedro 5: 12). Os que permaneceram até ao fim: Marcos, sobrinho de Barnabé e Jesus, chamado justo (Colossenses 4: 10-11).

 

«10 … E Marcos, o sobrinho de Barnabé, acerca do qual já recebestes mandamentos; se ele for ter convosco, recebei-o; 11 e Jesus, chamado Justo, os quais são da circuncisão; são estes unicamente os meus cooperadores no Reino de Deus e para mim têm sido consolação».

(e)     Os deveres apostólicos de Timóteo incluíam Éfeso (I Timóteo 1: 3) e presumivelmente a Ásia Ocidental Menor; Tito a Corinto e Creta e presumivelmente o sul da Grécia (II Coríntios 8: 23, Timóteo 1: 5 e seg.) com Sóstenes; Epafrodito em Filipos na Macedônia e presumivelmente mais o norte da Grécia (Filipenses 2: 25) juntamente com Silas no norte da Grécia (Filipos, Tessalónica, Atenas?).

 

(7) A carta da Filémon terá sido enviada através de Onésimo, que terá retornado a Colossos, escrita quando Paulo estava preso em Roma (Filémon 10), que fora acompanhando com Tiquico, que traz a Carta de “Colossenses”. Mas, aparentemente, também Tiquico traz a carta de "Efésios", que seria a de Laodiceia.

 

(8) Paulo nunca esteve em Laodiceia, e envia saudações através da carta de Colossenses (Colossenses 4: 15-16), e aparentemente não conhecia ninguém de lá pessoalmente (Colossenses 2: 1-2). O que parece fazer sentido por não ser uma carta pessoal, como seria se escrevesse aos Efésios, onde esteve lá anos!

 

(9) Os manuscritos mais antigos da carta aos “Efésios” não referem “Éfeso” na apresentação; Em muitas das cópias há um espaço em branco para a cidade. E a cópia de Macion (Sec. II) diz “em Laodiceia”; e ele era do mesmo distrito de Laodiceia. Os antigos "pais" também testemunharam que a carta aos "Efésios" não dizia originalmente “Éfeso”. O que muitos sugerem é que, ao fazerem as cópias, cada igreja local punha o seu próprio nome como destinatária para a tornar mais pessoal.

 

(10) Não há saudações pessoais ou referências pessoais na carta aos “Efésios”. Nem mesmo qualquer referência da estadia de Paulo naquela cidade. Uma vez que Paulo conhecia bem os crentes de Éfeso, por haver vivido e trabalhado por um período de três anos naquela cidade, conhecia-os intimamente (Atos 19: 1, 10, 17, 26; 20: 17-38), parece muito estranho não fazer qualquer referência a isso, como fez nas epístolas que escreveu aos Coríntios, aos Gálatas, aos Filipenses e aos Tessalonicenses. A sua linguagem é de que não conhecia aqueles destinatários, quando diz: “ouvir dizer…” (Efésios 1: 15).

 

(11) Éfeso tinha um grupo proeminente de santos do Reino – messiânicos (Atos 19), mas não há referência ou qualquer indicação a esses crentes ou acerca das suas questões, como refere na epístola a Timóteo e nas recomendações de Atos 20. Muitos daqueles crentes de Éfeso, messiânicos, causaram muitos problemas a Paulo e ao seu ministério, como também refere nas epístolas a Timóteo. Por isso, parece muito improvável que a epístola que leva o nome “Efésios” tenha sido escrita originalmente aos efésios. Mais provavelmente tenha sido a epístola escrita aos crentes de Laodiceia!

 

(12) O conteúdo da carta aos “Efésios” e da carta aos “Colossenses” se complementam perfeitamente e duplamente, de forma única. A carta “Efésios” enfoca o Corpo de Cristo como o Seu Corpo, enquanto a carta aos Colossenses enfoca Cristo como a Cabeça do Corpo. Elas são os dois lados, anversos, da mesma moeda do Mistério. “Efésios” apresenta o crente em Cristo, “nos lugares celestiais”; Colossenses apresenta Cristo no crente, na terra!

 

(13) Como explicar que esta carta aos crentes de Laodiceia tenha vindo a ser denominada “aos Efésios”? Há várias explicações. Tiquico parece ser a principal explicação. Ele foi o enviado das últimas epístolas de Paulo: Efésios (6: 21), Colossenses e Filémon (4:7), II a Timóteo (4: 12) e Tito (3: 12). Ele é mencionado juntamente com Trófimo (Atos 20: 4) como sendo da Ásia e, Trófimo especificamente de Éfeso (Atos 21: 29). Por isso, é muito provável que Tiquico, o mensageiro de Paulo a levar esta carta tão importante, fosse de Éfeso. No fim do seu ministério, antes da sua morte, Paulo envia Tiquico a Éfeso, para a sua terra natal. Muito provavelmente Tiquico foi o responsável por levar uma cópia desta epístola tão representativa, que passou a designar-se como a “cópia de Éfeso”!

Há quem entenda, ainda, que haviam “igrejas-mãe”, ou seja, igrejas que assumiam como as “sedes” de determinadas regiões, onde estavam instalados os principais cooperadores de Paulo e, de onde saiam para ministrar nas igrejas das cidades vizinhas. Há luz do que refere Atos dos Apóstolos, poderíamos enumerar Jerusalém, Cesareia, Antioquia da Síria, Alexandria, Éfeso, Corinto e Roma. Muitas destas igrejas atuavam como recetoras dos escritos apostólicos e reproduziam as suas cópias e serviam de influência às comunidades circunvizinhas. Neste enquadramento, podemos presumir que a igreja de Éfeso assumiu este papel e passou a deter a principal cópia desta epístola que passou a levar o seu nome.

 

(14) Há uma suposta carta aos laodicenses, na corrente tradicional apócrifa, mas não tem nada a ver com o conteúdo da mensagem Paulina, a mensagem da dispensação do Mistério. Além disso, a linguagem nada tem a ver com a linguagem paulina.

 

(15) A conclusão do exposto é a seguinte:

(a) A carta “Efésios” é, muito provavelmente, a carta escrita por Paulo aos santos de Laodiceia, catalogada erroneamente em manuscritos posteriores como “Éfeso”!

(b) Esta carta foi escrita ao mesmo tempo que a carta aos santos Colossenses e entregue conjuntamente por Tiquico e Onésimo com a carta a Filémon.

(c) Lembrem-se que Éfeso ficava a mais de 160 quilômetros de distância, uma viagem difícil e improvável para trocar cartas.

(d) Estas duas cartas se encaixam como uma luva.

(e) Há uma recomendação ou mandato apostólico de Paulo que estudemos essas duas epístolas juntas.

 

(16) A importância destas considerações, especialmente em relacionar Efésios com Laodiceia, é para darmos relevância à recomendação do Apóstolo Paulo, de lermos as duas epístolas ao mesmo tempo, compará-las e relacioná-las, pois elas se explicam mutuamente.

 

  

II. COMPARANDO OS CONTEÚDOS DAS EPÍSTOLAS:

TEMA

COLOSSENCES

TEXTOS:

EFÉSIOS (LAODICEIA)

TEXTOS:

1

Apresentação.

1: 1-2 –

1: 1-2 –

2

Oração e bênção pela fé, esperança e amor dos santos na aceitação do evangelho de Paulo.

1: 3-8 –

1: 3-14 –

3

Oração pela confirmação e maturidade espiritual dos santos.

1: 9-12 –

1: 15-23 –

4

Apresentação da Dispensação de Deus.

1: 13 - 2: 3 –

(a)    A pessoa e posição de Cristo como Cabeça da Igreja (1:15-19);

(b)   O aspeto dispensacional (20), moral (21) e espiritual (22);

(c)    O lugar e ministério do mordomo (24-2:3)

2: 1 - 3: 21 –

(a)    A pessoa e posição de Cristo como cabeça da Igreja (1:3-2:10);

(b)   Aspeto espiritual (1-10);

(c)    Aspeto dispensacional (11-19);

(d)   O lugar e ministério do mordomo (3: 1-13).

(e)    Oração pelo aplicação (14-21).

5

Aplicação prática da Dispensação de Deus (perfeitos em Cristo e, p.i. livres de todo o cerimonialismos religioso e formalismo mundano). Posição de Cristo como Cabeça sobre o corpo como o pré-nascido dos mortos (Cf. Romanos 4: 25).

2: 4-23 –

Apresentação da Vocação Celestial do Corpo (pela negativa)

4: 1-16 –

Apresentação da Vocação Celestial do Corpo (pela positiva)

6

Aplicação prática da Dispensação de Deus na perspetiva celestial: “Pensai nas coisas que são de cima..." (3: 1-4):

 

3: 1 - 4:6 –

6.1 – Despojar do modelo moral do mundo (3: 5-9);

6.2 – Revestir (revelar) o modelo do Novo Homem – as caraterísticas do “Corpo de Cristo” (3: 10-17);

6.3 – Comportamento familiar (3: 18-21);

6.4 – Comportamento profissional (3: 22-4: 1);

6.5 – Comportamento eclesiástico, como igreja local (4: 2-4);

6.6 – Comportamento social (4: 5-6).

4: 17 - 6:9 –

6.1 – Despojar do modelo moral do mundo (17-32);

6.2 – Andar no modelo do Novo Homem (4: 23-24): (a) em amor (5: 1-2), (b) na luz (5: 3-13), (c) em sabedoria (5: 14-21);

6.3 – Relacionamento familiar (5: 22-6: 4);

6.4 – Relacionamento profissional (6: 5-9);

6.5 – Relacionamento espiritual – o combate espiritual (6: 10-20).

 

7

Saudações e recomendações finais.

4: 7-18 –

6: 21-24 –

Bênção final e credenciais

 


 

III. ESTRUTURA IDENTICA DAS ESPÍSTOLAS

DESCRIÇÃO

EFÉSIOS

COLOSSENSES

1

Identificação e apresentação

1: 1-2

1: 1-2

2

O QUE DEUS FEZ POR NÓS EM CRISTO

1: 3 – 3: 21

1: 1 – 2: 25

2.1

Todas as coisas estão em Cristo que é a Cabeça do Corpo

1: 3 - 2: 10

1: 9 - 2: 5

2.2

Nosso estado e condição anterior

2: 11-12

1: 21

2.3

Nossa reconciliação por meio de Cristo

2: 12-22

1: 22-23

2.4

O papel de Paulo como mordomo da mensagem

3: 1-21

1: 24-2:5

3

COMO DEVEMOS ANDAR

4: 1 – 6:20

2: 6 – 4: 6

3.1

O Corpo deve ser edificação livre de erros e tradições humanas

4: 1-16

2: 6-23

3.2

Afastado do pecado e revestidos da justiça

4: 17 - 5:21

3: 1-17

3.3

Instruções para os membros da família
  1. Para as esposas
  1. Para os maridos
  1. Para os filhos
  1. Para os pais
  1. Para os servos e criados
  1. Para os senhores e patrões

5: 22-6:9

(5: 22-24)

(5: 25-33)

(6: 1-3)

(6: 4)

(6: 5-8)

(6: 9)

3: 18-4:1

(3: 18)

(3: 19)

(3: 20)

(3: 21)

(3: 22-25)

(4: 1)

4


Exortação final, especialmente para oração; 
Oração por Paulo para puder completar a mensagem

6: 18-22

4: 2-6

5

Bênção final

6: 23-24

4: 18


 

 

III. OS TEXTOS E TEMAS COMPARADOS

TEMA

EFÉSIOS

(Laodiceia)

COLOSSENSES

TEXTO BASE

«… Nós em Cristo…»

«Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo…»

 

«…E nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus».

«…Que é Cristo em vós, esperança da glória…»

APRESENTAÇÃO

1 Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em … e fiéis em Cristo Jesus: 2 A vós graça, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo!

1 Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, e o irmão Timóteo, 2 Aos santos e irmãos fiéis em Cristo, que estão em Colossos: Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.

OS HABITUAIS MOTIVOS DA ESPÍSTOLA: FÉ, AMOR E ESPERANÇA

E ORAÇÃO PELO CONHECIMENTO DO MISTÉRIO DE CRISTO

15 Por isso, ouvindo eu também a que entre vós há no Senhor Jesus, e o vosso amor para com todos os santos, 16 Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações: 17 Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação; 18 Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos; 19 E qual a sobrexcelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder

3 Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós, 4 Porquanto ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus, e do amor que tendes para com todos os santos; 5 Por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual já antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho,

ORAÇÃO PELO FORTALECIMENTO DOS SANTOS NA PALAVRA DO CORPO DE CRISTO

14 Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, 15 Do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome, 16 Para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu Espírito no homem interior; 17 Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, 18 Poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, 19 E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.

20 Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, 21 A esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém.

9 Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual; 10 Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus; 11 Corroborados em toda a fortaleza, segundo a força da sua glória, em toda a paciência, e longanimidade com gozo;

12 Dando graças ao Pai que nos fez idóneos para participar da herança dos santos na luz; 13 O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor;

 

 

7 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça.

14 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados;

O SENHOR JESUS CRISTO É O CENTRO DE TODAS AS COISAS DA CRIAÇÃO DE DEUS: MATERIAL E ESPIRITUAL.

3 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; 4 Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; 5 E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, 6 Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado,

 

7 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça, 8 Que ele fez abundar para connosco em toda a sabedoria e prudência; 9 Descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo, 10 De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra; 11 Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; 12 Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo;

 

13 Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. 14 O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória.

15 O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. 17 E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. 18 E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. 19 Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,

 

 

 

20 E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus.

 

21 A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou 22 No corpo da sua carne, pela morte, para perante ele vos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis.

 

23 Se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé, e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro.

A POSIÇÃO DE CRISTO E A IGREJA NELE

19 E qual a sobrexcelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder, 20 Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus. 21 Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; 22 E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, 23 Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.

 

4 Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, 5 Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), 6 E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; 7 Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para connosco em Cristo Jesus. 8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie;

 

10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

9 Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade;

10 E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade;

 

 

 

15 E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.

A OBRA DO SENHOR JESUS CRISTO NA FORMAÇÃO D CORPO

13 Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. 14 Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, 15 Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, 16 E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. 17 E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; 18 Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito.

 

19 Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus; 20 Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; 21 No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. 22 No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.

20 E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz…

…Por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus.

 

 

 

 

 

11 No qual também estais circuncidados com a circuncisão não feita por mão no despojo do corpo dos pecados da carne, a circuncisão de Cristo; 12 Sepultados com ele no batismo, nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos. 13 E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas, 14 Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz.

O ESTADO DOS GENTIOS NA INCRÉDULIDADE

1 E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, 2 Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. 3 Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.

13 E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas.

A REVELAÇÃO DO PLANO DE DEUS

1 Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Jesus Cristo por vós, os gentios; 2 Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus, que para convosco me foi dada; 3 Como me foi este mistério manifestado pela revelação, como antes um pouco vos escrevi; 4 Por isso, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo, 5 O qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas; 6 A saber, que os gentios são co-herdeiros, e de um mesmo corpo, e participantes da promessa em Cristo pelo evangelho; 7 Do qual fui feito ministro, pelo dom da graça de Deus, que me foi dado segundo a operação do seu poder. 8 A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo, 9 E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo; 10 Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus, 11 Segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor, 12 No qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele. 13 Portanto, vos peço que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, que são a vossa glória.

24 Regozijo-me agora no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo seu corpo, que é a igreja; 25 Da qual eu estou feito ministro segundo a dispensação de Deus, que me foi concedida para convosco, para cumprir a palavra de Deus;

 

26 O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos; 27 Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória;

 

28 A quem anunciamos, admoestando a todo o homem, e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Jesus Cristo; 29 E para isto também trabalho, combatendo segundo a sua eficácia, que opera em mim poderosamente.

O FUTURO DO CORPO

11 Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; 12 Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo;

 

7 Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para connosco em Cristo Jesus.

 

10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

 

10 Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus, 11 Segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor,

 

25 …Como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, 26 Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, 27 Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.

1 Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.

 

2 Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; 3 Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.

 

4 Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória.

 

O ANDAR DO CRENTE

1 Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, 2 Com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor,

 

 

 

3 Procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.

 

 

4 Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; 5 Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; 6 Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós. 7 Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo. 8 Por isso diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, E deu dons aos homens. 9 Ora, isto – ele subiu – que é, senão que também antes tinha descido às partes mais baixas da terra? 10 Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas.

 

31 Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós, 32 Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

 

 

1 Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; 2 E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.

6 Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele,

 

12 Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade;

 

15 E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.

 

10 E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; 11 Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo em todos.

 

 

 

 

 

 

 

13 Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também.

 

 

 

14 E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição.

 

EXORTAÇÃO PELA FIRMEZA DOS SANTOS

11 E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, 12 Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; 13 Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,

 

14 Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

15 Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, 16 Do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.

 

 

 

 

 

 

 

4 E digo isto, para que ninguém vos engane com palavras persuasivas. 5 Porque, ainda que esteja ausente quanto ao corpo, contudo, em espírito estou convosco, regozijando-me e vendo a vossa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo. 6 Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele, 7 Arraigados e edificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças. 8 Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;

 

16 Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, 17 Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo. 18 Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, 19 E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus.

20 Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: 21 Não toques, não proves, não manuseies? 22 As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; 23 As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.

O VELHO HOMEM E O NOVO (CORPO DE CRISTO)

20 Mas vós não aprendestes assim de Cristo, 21 Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus; 22 Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano;

 

23 E vos renoveis no espírito da vossa mente; 24 E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.

9 Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos,

 

 

 

 

10 E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; 11 Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo em todos.

EXORTAÇÃO PARA ABANDONAR O MODELO DE VIDA DO MUNDO - 01

3 Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; 4 Nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas antes, ações de graças.

 

5 Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. 6 Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. 7 Portanto, não sejais seus companheiros.

8 Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz 9 (Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade); 10 Aprovando o que é agradável ao Senhor. 11 E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. 12 Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe.

 

17 E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente. 18 Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; 19 Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza.

5 Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;

 

 

6 Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; 7 Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas. 8 Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. 9 Não mintais uns aos outros…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

21 A vós também, que noutro tempo éreis estranhos, e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora contudo vos reconciliou…

EXORTAÇÃO PARA ABANDONAR O MODELO DE VIDA DO MUNDO - 02

25 Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros. 26 Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. 27 Não deis lugar ao diabo. 28 Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.

 

29 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. 30 E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção. 31 Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós, 32 Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

9 Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos…

 

 

 

 

 

 

 

 

8 Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. 9 Não mintais uns aos outros…

 

EXORTAÇÃO PARA A MATURIDADE… AJUNTAMENTO ENTRE OS SANTOS

14 Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá. 15 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, 16 Remindo o tempo; porquanto os dias são maus. 17 Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.

 

18 E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;

 

19 Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração;

 

 

20 Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo;

 

Revesti-vos…

 

 

 

 

 

16 A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria,

 

Ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração.

 

17 E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.

 

REMIR O TEMPO

15 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, 16 Remindo o tempo; porquanto os dias são maus.

5 Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo.

EXORTAÇOES FAMILIARES

21 Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus.

 

22 Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor; 23 Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. 24 De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.

 

25 Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, 26 Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, 27 Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. 28 Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. 29 Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; 30 Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos. 31 Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne. 32 Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja. 33 Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

 

1 Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2 Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; 3 Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.

 

4 E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor

 

 

 

18 Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor.

 

 

 

 

19 Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

20 Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor.

 

 

 

21 Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo.

EXORTAÇÕES (PROFISSIONAIS)

5 Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; 6 Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; 7 Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. 8 Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre.

 

9 E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com ele não há aceção de pessoas.

22 Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. 23 E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, 24 Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis. 25 Mas quem fizer agravo receberá o agravo que fizer; pois não há aceção de pessoas.

 

1 Vós, senhores, fazei o que for de justiça e equidade a vossos servos, sabendo que também tendes um Senhor nos céus.

EXORTAÇÃO FINAL

10 No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. 11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.

 

12 Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

 

 

 

 

1 Porque quero que saibais quão grande combate tenho por vós, e pelos que estão em Laodicéia, e por quantos não viram o meu rosto em carne;

 

ORAÇÃO POR PAULO E SEU MINISTÉRIO

18 Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos,

 

19 E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho, 20 Pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar.

 

(4 Por isso, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo).

2 Perseverai em oração, velando nela com ação de graças;

 

 

3 Orando também juntamente por nós, para que Deus nos abra a porta da palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual estou também preso; 4 Para que o manifeste, como me convém falar.

 

 O MENSAGEIRO

21 Ora, para que vós também possais saber dos meus negócios, e o que eu faço, Tiquico, irmão amado, e fiel ministro do Senhor, vos informará de tudo. 22 O qual vos enviei para o mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele console os vossos corações.

7 Tiquico, irmão amado e fiel ministro, e conservo no Senhor, vos fará saber o meu estado; 8 O qual vos enviei para o mesmo fim, para que saiba do vosso estado e console os vossos corações; 9 Juntamente com Onésimo, amado e fiel irmão, que é dos vossos; eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa.

BÊNÇÃO FINAL

23 Paz seja com os irmãos, e amor com fé da parte de Deus Pai e da do Senhor Jesus Cristo.

 

24 A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo em sinceridade. Amém.

18 Saudação de minha mão, de Paulo. Lembrai-vos das minhas prisões.

 

A graça seja convosco. Amém.

 

 

 

IV. TEXTOS CITADOS TEXTUALMENTE OU QUASE

EFÉSIOS

COLOSSENSES

Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça… (1: 7)

14 em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados;

… segundo as riquezas da sua graça, 8 que Ele tornou abundante para conosco em toda a sabedoria e prudência, 9 descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo,

9 Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual;

15 Pelo que, ouvindo eu também a fé que entre vós há no Senhor Jesus e a vossa caridade para com todos os santos, 16 não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações,

3 Graças damos a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, orando sempre por vós, 4 porquanto ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus e da caridade que tendes para com todos os santos;

20 que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dos mortos e pondo-o à sua direita nos céus, 21 acima de todo principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro.

16 porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.

10 E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo principado e potestade;

1 E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, 16 e, pela cruz, reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.

13 E, quando vós estáveis mortos nos pecados e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou juntamente com ele, perdoando-vos todas as ofensas,

22 E sujeitou todas as coisas a seus pés e, sobre todas as coisas, o constituiu como cabeça da igreja, 23 que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.

18 E ele é a cabeça do corpo da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência,

15 Antes, seguindo a verdade em caridade, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, 16 do qual todo o corpo, bem ajustado e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.

19 e não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus.

17 E digo isto e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade do seu sentido, 18 entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus, pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração,

21 A vós também, que noutro tempo éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras más, agora, contudo, vos reconciliou

3 Mas a prostituição e toda impureza ou avareza nem ainda se nomeiem entre vós, como convém a santos; 4 nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas, antes, ações de graças. 5 Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicador, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus. 6 Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por essas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.

5 Mortificai, pois, os vossos membros que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o apetite desordenado, a vil concupiscência e a avareza, que é idolatria; 6 pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; 7 nas quais também, em outro tempo, andastes, quando vivíeis nelas.

15 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios…

5 Andai com sabedoria para com os que estão de fora,

15 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, 16 remindo o tempo, porquanto os dias são maus.

5 Andai com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo.

31 Toda amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmias, e toda malícia seja tirada de entre vós.

8 Mas, agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca.

32 Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

13 suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros, se algum tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também.

19 falando entre vós com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração,

16 A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais; cantando ao Senhor com graça em vosso coração.

22 Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor;

18 Vós, mulheres, estai sujeitas a vosso próprio marido, como convém no Senhor.

25 Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela,

19 Vós, maridos, amai a vossa mulher e não vos irriteis contra ela.

1 Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo.

20 Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor.

4 E vós, pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor.

21 Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo.

5 Vós, servos, obedecei a vosso senhor segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo,

22 Vós, servos, obedecei em tudo a vosso senhor segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. 23 E, tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor e não aos homens,

9 E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu e que para com ele não há acepção de pessoas.

1 Vós, senhores, fazei o que for de justiça e eqüidade a vossos servos, sabendo que também tendes um Senhor nos céus.

18 orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos…

2 Perseverai em oração, velando nela com ação de graças.

19 e por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho…

3 orando também juntamente por nós, para que Deus nos abra a porta da palavra, a fim de falarmos do mistério de Cristo, pelo qual estou também preso; 4 para que o manifeste, como me convém falar.

20 dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo,

17 E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.

 

VPP